Balanço de Evolução Pessoal


“Depois que conhece uma nova idéia, a mente do homem nunca pode voltar a suas dimensões originais.”
Oliver Wendell Holmes Jr.
Estou numa fase de recolhimento, porém ela está sendo benéfica a mim.
Enquanto o final do ano se aproxima, criei até certo “cronograma” das coisas que esperava de meu ano de 2008. Claro que o ano nem terminou e já estou fazendo um balanço? – mais ou menos – assim, posso verificar o que mudou, o que houve de dores e amores neste ano.
Uma das coisas importantes que aconteceram foi acompanhar o desabrochar uma flor em especial. Uma pessoa maravilhosa que conheci.
Estive pensando nestes últimos tempos, os valores que ela me trouxe, que ajudaram a reconhecer o meu lado yin que precisava ser desabrochado. Ao mesmo tempo, sei que em partes fui responsável pela evolução que ela passou também.
Estava presa ao sentimento yang, meu lado feminino extremamente aflorado, explícito, vulnerável, irreal, romantizado… e ela me trouxe o lado yin, forte, realista, racional, focado.
Existiu uma troca interessante neste sentido, duas pessoas com polaridades extremas, yin e yang, que trocaram experiências, fatos e muito conhecimento além das auto-observações que fazíamos uma da outra. Incrivelmente maravilhoso nos reconhecer e nos conhecer através do outro.
Hoje compreendo quando nós seres humanos, quando somos pessoas inteiras, fazemos uma troca de valores e conhecimentos, servimos de espelhos uns dos outros e é muito difícil reconhecer que no outro existe muito de nós.
Compreendi que muitas pessoas que conheci possuíam muito de mim, nas quais encantei – me, falando em homens e mulheres maravilhosos de alma. Tudo o que eles me traziam, existiam dentro de meu pequeno ser.
Enfrentei situações muito engraçadas este ano, coisas que talvez eu jamais passaria, devido o meu lado yang aflorado. Pensamentos e atitudes mais yin, tomaram conta de mim devido a experiência e o conhecimento passado por esta pessoa na qual citei acima.
Situações que mais repudiava, e o que era mais engraçado, sabia que, interiormente, teria de viver aquilo para tentar entender e aprender com estes fatos, por mais “errado” poderia ser aos olhos de pessoas assim,  “tradicionalistas – convencionalistas”.
Sei que não sou uma mulher normal, como as outras (desculpem meninas, isso não é uma crítica e nem um marketing pessoal, apenas uma observação), tenho idéias e ideais, gosto de coisas além daquilo que o universo extremamente feminino, não que eu não goste, simplesmente adoro, sou muito vaidosa, mas digo em questões de mente, daquilo que penso, sou e me porto com as pessoas.
As pessoas que não me conhecem muito bem taxam-me de “louca”, não me vejo assim, louco é aquele que vive num hospício, aquele se droga para ser “louco”, aquele que se adequada para pertencer a um grupo passando por cima de si próprio.
A loucura que citam é que sou uma pessoal liberal, independente e resolvida. Não tenho medos tolos e timidez de algumas coisas que muitas mulheres têm.
Talvez um pouco do meu velho eu tinha uma tendência disso, porém, graças a grandes acontecimentos em minha vida, que me marcaram profundamente, sou uma pessoa diferente, em comportamento e percepção em relação a mim, do que eu era.
Enxergo minha vida em alguns “módulos” de evolução, acredito que sempre fui uma pessoa madura e um pouco além das meninas que eu conhecia, mas este meu lado não expunha, porém vivi crises e aprendizados que me fizeram ser o que sou hoje.
Classifico em “módulos” de aprendizados assim: “Módulo das Trevas” e “Módulo da Luz” . Existe aquela frase que muita gente deve conhecer e que ela se encaixa a minha vida: “Para conhecer a Luz, saia das Trevas”. E é assim que vejo meus dias hoje, porém, estou no “Módulo de Luz”, devido as grandes transformações que gerei e, assim serão por toda a minha vida.
Muito do conhecimento de mim e das coisas que me ajudaram a escalar a montanha para chegar quase ao cume (que está a um pé… rs), foi através de idéias novas, de conceitos novos inseridos de outras pessoas. Este caráter meu de adquirir novas idéias é devido a minha alta flexibilidade e reflexão.
Por isso que muitas vezes quando digo que transformações são doloridas porém adoro quando acontecem é exatamente por esse motivo. Não tenho medo de mudar os conceitos que vivo, desde que respeite meus valores internos.
Conceitos são para ser mudados porém os seus valores continuam os mesmos, sou a mesma alma, o mesmo corpo, porém, muitos dos velhos conceitos sobre a vida mudaram e assim espero que continuem.
E acredito ainda mais que, as pessoas sofram exatamente por este fato, a mudança dos velhos conceitos, medo de enfrentar o novo que vem para quebrar aquilo que elas vêm vivendo, e se agarram aos velhos modos e padrões.
Gente, para mim, se fosse para representar minha vida num animal, seria uma borboleta, devido a transformação, a beleza e leveza de encarar elas.  Porém, em matéria de alma, seria um cavalo selvagem, forte, livre, fiel, independente e rebelde.
A cada dia que passa, fico convicta que muito do que aprendi e estou aprendendo será de muito benefício para o que irei viver num futuro próximo. Tanto para o lado pessoal, relacionamentos e profissional.
No fundo, no fundo mesmo, por mais difíceis que as coisas pareciam ser, confiava que aquilo seria benéfico, que eu poderia confiar naquilo em que estava vivendo. É como se a própria alma soubesse o tempo todo (e ela sabe!), mas a sua mente jura que aquilo não é verdade e se desespera. Falando assim, no final do túnel sempre há uma luz para nos guiar, e essa luz é a nossa própria alma.
Sinto que estou no caminho, talvez um pouco diferente daquele que planejei mentalmente um dia, mas com idéias e conceitos diferentes daqueles que vinha convivendo e pregando. E que na verdade, estou comprometida a viver desta forma comigo mesma e todos aqueles que me apóiam (meus queridos guias, mestres e anjos e pessoas que me circundam).
Portanto, estou aprendendo muito, este ano principalmente, quebrei muito dos meus paradigmas pessoais, daqueles quais, defasados e ilusórios.
Graças ao Infinito, ao maravilhoso Universo, conspirou para meu propósito de evolução.
Compreendo também quanto às mensagens que tenho recebido, que não devo ter medo do que sinto, não devo ter medo de viver as coisas que tenho de viver, porém, sei que o caminho que vou escolher é o correto e que tenho total liberdade, apóio e carinho para isso. Estou muito feliz por isso.
Quero viver assim, intensamente, aquilo que vim fazer e trazer para o mundo e para as pessoas.
Sou grata a todas aquelas que fizeram parte da minha vida, todas aquelas que eu magoei, aquelas que me fizeram magoar, aquelas que me fizeram amar, que amo e que convivo e os que colaboram indireta ou diretamente para esta evolução.
Fico feliz também de saber que posso aqui, contar com pessoas maravilhosas neste mundo cibernético, que me fazem trocar experiências e vivências de vidas tão diferentes, de seres únicos e individuais. E tenho imenso prazer em dividir esta alegria com vocês.
E graças a Grande Energia, conspirou para que eu pudesse realizar uma das minhas vontades, ter blog com participação ativa de pessoas que merecem estar lendo aquilo o que elas procuram, servindo de conforto e aprendizado. O que mais prezo aqui, é isso, o conforto amigo, o respeito, o aprendizado, a alegria e tudo aquilo que já escrevi aqui.
Obrigada sinceramente a todas as pessoas, e aqueles que não fazem mais parte da minha vida, desculpem-me e perdôo-os, por mais que, eu ou vocês, puderam fazer.
E isso é só o começo, a vida continua, assim, eternamente, aprendendo…       
Obrigada de coração a todos.
Camilla M. – 12/11/2008

Publicado por

Camila Moreira

Mulher, ama o conhecimento, o saber e a natureza. Formada em química, massoterapia e seu novo encontro com o Sagrado através da aromaterapia. Uma apaixonada pelas terapias alternativas e complementares e bem como pelas "logias" da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s