Uma lição aos humanos diante da crise do coronavirus nosso Planeta Terra


Olá, como estão vocês?

Estive quieta em minha casa, junto a minha família, lendo, estudando, fazendo auto-reflexões e percepções. Confesso que este período foi muito proveitoso, consegui por em dia várias coisas que deixava para depois e que me eram ricas, porém naquelas semanas super atarefadas, não fazia. Até consegui pintar uns desenhos que estavam parados.

Li um livro sobre a alta espiritualidade e da forma como ela atua no plano espiritual para nos proteger de grandes ameaças. Estamos sim num momento de separação do joio e do trigo, o tal do “fim dos tempos” da Bíblia.  Esta pandemia nada mais é que um somatização de todos os acontecimentos que ocorreram com nossa humanidade e o planeta Terra. Uma somatização para que o individuo humano, parasse repentinamente e observasse além de seu próprio umbigo, principalmente os que moram com ele, seus vizinhos, os outros e a nossa maravilhosa Natureza.

Encontrei diversos artigos comprovando e mostrando o poder de regeneração da Natureza sem a presença e interferência do homem. Pela primeira vez, depois de milhares de anos, sem respirar, a nossa querida Terra demonstrou sua força de sobrevivência. Mostrou-nos os animais a dormir e andar nas ruas com calma e tranqüilidade, mares e rios límpidos, aves nunca vistas dando suas “caras” nas árvores, cantando livremente. Peixes raros e belos a pular sobre os espelhos d`água dos lagos e rios. Nosso ar, tão poluído e castigado ficando mais limpo e saudável e bem como diminuição do buraco da camada de ozônio. Mostrou-nos também que é possível sim, viver com menos exploração, com menos necessidades absurdas gerada pelo consumismo desenfreado. Conseguimos sobreviver apenas com o necessário: comida, a família e a comunidade se ajudando. Vimos muito disso nos noticiários, tirando os terrores da mídia, vimos sim, muita gente ajudando umas as outras. Qual a nossa dificuldade em aceitar a ajuda do outro? Qual a nossa dificuldade em dar ajuda aqueles que têm menos que nós??

Nestas horas me pergunto como é possível as pessoas não acreditarem que o efeito estufa exista? Não acreditar que nossa ação interfere e muito na natureza.  Nossa amada Terra esfregou em nossa cara!!

Tenhamos humildade a este ser vivo que dá de seu seio para alimentar nossa gananciosa fome. Somos todos bebês, chorões e de barriga cheia. Nunca estamos contentes, sempre querendo mais, mais e mais. Infelizes, destruímos cada vez mais este belo Ser que nos dá casa, comida e entretenimento (observe mais a natureza e verá o que é diversão) de mãos abertas e em breve, insatisfeitos com o fim disso, iremos buscar recursos fora dela, abandonando-a num caos.

Enfim, nossa humanidade caminhava (ou ainda caminhará, a depender da lição aprendida com os efeitos desta pandemia), num movimento sem propósito, sem sentido, sem sabor e apenas com o foco no futuro e no “quero ter mais”. Esquecemo-nos de viver um dia de cada vez. Esquecemo-nos de utilizar nossa vida no máximo, não para ter mais sucesso, riquezas e posses materiais, mas SIM com mais valores como nossa autopercepção e valorização, nossa família, nossos momentos felizes e diários em observar as nuvens do céu, saborear uma xícara de café com sua família, ou o prazer de pisar na grama, dentre tantas outras.

Nesta quarentena, esta atual circunstancia que estamos tem oferecido a oportunidade de uma reforma íntima para que nos tornemos melhores pessoas para nós mesmos, para nossa família e para o outro que depende de nós. Nós não evoluímos sozinhos, precisamos de uns aos outros para isso.  Precisamos de ajuda para aprender e ensinar a lição ou vivenciar a mágica lição da vida, as trocas. Lição que aprendemos vivendo apenas o HOJE.

Hoje, agora, neste momento, estou me deliciando com a oportunidade de redigir um texto com amor, apertando os botões de meu teclado. Sente isso? Prazer em escrever? Sim, eu sentia falta exatamente disso! Ter a mente livre de preocupações e obrigações diárias que não me permitiam este momento expressivo de minha criatividade, pois estava com a mente sempre nas tarefas do AMANHÃ.

Precisamos valorizar nossos momentos singulares antes de nos conectarmos a coletividade. Perdemos-nos muito neste caminho. Preocupamos mais com a recreação do final de semana do que termos um momento para não fazer nada conosco mesmos e que nos dê prazer. Alguns minutos de silencio para todas as mentes conturbadas e ansiosas neste mundo salvariam vidas.

Quero ressaltar mais uma vez que, como uma lição também aprendida, devemos manter nossa mente presente e consciente. Não apressá-la ao futuro ou vagar pelo passado.

Um ato simples que nos traz ao presente é o RESPIRAR. Prestar atenção no ar que toca nossas narinas, o suave movimento de expansão e contração, assim como o Universo faz para criar novas galáxias em trilhões de anos. Expansão e contração, inspirar e expirar. Inspirar a energia do mundo para dentro de nós e expirar um pouco de nosso ser pelo mundo. Respirar torna-nos espíritos viventes no presente, no aqui e agora. Traz a presença do espírito, a energia vital que circula em todo nosso corpo.

Sejamos mais presentes em nossas vidas, inspirando e sendo inspirados pelo dom da vida que habita cada ser.

Sejamos mais felizes nesta Terra.

O Planeta precisa renascer! – Sonho do dia


06/06/2013 – 08:08 da manhã.
Recebi uma informação muito bonita e importante através dos sonhos.
Havia um grupo de pessoas que estavam apreciando a Lua que estava cheia no céu. De repente algumas orbes de luz começaram a se dirigir em direção a Lua. Conforme iam chegando elas formavam anéis ao redor da lua.
As pessoas começaram a se desesperar achando que era o fim do mundo e que alienígenas estavam invadindo o planeta mas eu sabia o que estava acontecendo no fundo de minha alma. Pedi a atenção de todos, para acalmá-los e para que não tivessem medo, contando toda a história das comunicações dos seres galácticos com a humanidade e o que eles estavam fazendo era um tipo de comunicação. Contei desde os fatos históricos registrados na antiga Suméria dos Deuses Solares até os dias atuais .
Quando olhei para atrás vi um enorme gato branco olhando para gente.
Depois, comecei a ver uma linda mandala se formando, com formato de peças de quebra cabeças, com inúmeras cores se alinhando geometricamente a minha frente.
Vi a lua e as orbes de luz se movimentavam rapidamente formando anéis ao redor dela. A visão que tive foi que estava olhando o planeta e a lua de fora. Quando olhei para o planeta vi discos de luz em locais estratégicos dentro do globo e dentro destes círculos haviam umas inscrições que me lembraram os símbolos do reiki. Veio a mim a informação que estes discos de luz eram os portais “curativos” do planeta. Consegui  ver toda a malha magnética do planeta de movimentando.
Outra informação que recebi foi que os seres que chegavam a lua estavam ali para emanar o ultimo raio de luz, ao qual fariam o “estopim” para o “renascimento” de Gaia. Foi então que ouvi uma voz dizer o “Planeta precisa renascer.” Foi assim que vi um foco de luz descendo no planeta e envolvendo-o todo. E assim só fiquei com a voz dizendo “O planeta irá mudar em 13.”

Senti que era o momento de todos volverem-se para dentro e repensar, desejar uma vida diferente  e que devemos fazer novas escolhas conscientes para viver num mundo de paz, amor e harmonia.
Camilla M.