EUTANÁSIA – história contada por Chico Xavier


EUTANÁSIA – história contada por Chico Xavier

Chico visitou durante muitos anos um jovem que tinha o corpo totalmente deformado e que morava num barraco à beira de uma mata. O estado de alienado mental era completo. A mãe deste jovem era também muito doente e o Chico a ajudava a banhá-lo, alimentá-lo e a fazer a limpeza do pequeno cômodo em que morava.

O quadro era tão estarrecedor que, numa de suas visitas em que um grupo de pessoas o acompanhava, um médico perguntou ao Chico:

– Nem mesmo neste caso a eutanásia seria perdoável?
Chico respondeu:

– Não creio doutor. Esse nosso irmão, em sua última encarnação, tinha muito poder. Perseguiu, prejudicou e com torturas desumanas tirou a vida de muitas pessoas. Algumas o perdoaram, outras não e o perseguiram durante toda sua vida. Aguardaram o seu desencarne e, assim que ele deixou o corpo, eles o agarraram e o torturaram de todas as maneiras durante muitos anos. Este corpo disforme e mutilado representa uma bênção para ele. Foi o único jeito que a providência divina encontrou para escondê-lo de seus inimigos. Quando mais tempo agüentar, melhor será. Com o passar dos anos, muitos de seus inimigos o terão perdoado. Outros terão reencarnado. Aplicar a eutanásia seria devolvê-lo às mãos de seus inimigos para que continuassem a torturá-lo.

– E como resgatará ele seus crimes? – Perguntou o médico.
– O irmão X costumava dizer que Deus usa o tempo e não a violência. – respondeu Chico Xavier

Diante da dor e do sofrimento, ouvimos pessoas dizendo: “Eu não acho justo tanto sofrimento!” Quem afirma isto, está achando indiretamente, que Deus é injusto.

São Luiz, no Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. V, item 28 diz: “Quem nos dá o direito de prejudicar os planos de Deus? (Se aquela pessoa sofre, é porque está ressarcindo no corpo, os débitos e liberta-se dos erros do passado). Será que Deus não pode deixar uma pessoa chegar à beira da morte, para depois curá-la, com a finalidade de fazer com que aquela pessoa examine a si mesmo lhe dando a chance de modificar seu modo de pensar e agir? Ninguém pode dizer que uma pessoa moribunda está perto do fim, porque a ciência, comete erros nas suas previsões.

Sabemos que há casos que podemos considerar, desesperador. Mas se não há nenhuma esperança possível, lembremos que há doente que se reanima e recobra suas faculdades por alguns instantes. Essa hora é concedida por Deus, e pode ser de grande importância, porque o Espírito pode ter um súbito clarão de arrependimento que poupam muitos tormentos. Um minuto apenas pode poupar muitas lágrimas no futuro.”
Portanto: Matar nunca!

Nossa encarnação é planejada minuciosamente.
Nós formamos corpos físicos, quem dá vida ao corpo físico é Deus. Por isso, não temos o direito de destruí-la. Seja através do aborto, do suicídio, da pena de morte, eutanásia . . .

“Que os conhecimentos médicos vigentes possam ajudar os que se acham à beira da desencarnação, facilitando-lhe um tranqüilo retorno ao Invisível sem comprometimento negativo de médicos, enfermagem ou familiares.”

– Raul Teixeira

✿ Curta, Compartilhe e Recomende ✿
www.facebook.com/paginaespiritosdeluz

Crianças Celestiais


shooting-star-quilt-block-2
Muitos Filhos da Luz desceram a Terra como óvulos celestes a fim de propagar toda a verdade a cerca da grande Energia de Luz.
Assim, desceram do centro da Galáxia com a consciência de que fariam a diferença num planeta, num plano, para poderem continuar suas evoluções.
Deixaram seus lares, entes amados, tudo em nome do Amor, do Amor Divino que sentiam em seus corações-almas.
Vieram ao planeta Terra a fim de sustentar estas grandes transformações, neste período de transição, com a finalidade de trazer o Amor e a Unidade Universal.
Para isso, tiveram de passar pelas rodas encarnatórias, passando pelos mais diversos crivos e julgamentos, aprendendo com suas lições (experiências) humanas sobre o que era a vida encarnada em um plano físico.
Conheceram o carma negativo, o ódio, a raiva, a tristeza, o medo, a limitação, mas também, tiveram suas lições de amor, esperança, fé, alegria, compaixão…
Aprenderam sobre o amor e a buscar uma parte de suas verdade interiores, seus poderes latentes, adormecidos, seus corações estavam sendo desvendados. 
Eram crianças cósmicas, filhas de um mesmo Pai e Mãe, quando vieram para cá. Crianças com pouco experiência mas sabiamente Divinas. Reconheciam o Puro Amor Divino, a força que emanavam de seu ser, sabiam de onde vinham, o que eram e o que representavam naqueles lugares (sociedades).
Assim, por livre-arbítrio, elas chegaram para semear e alimentar a Luz, recuperar o poder de seus seio, reaprender com as lições, dolorosas experiências até então,  o saber escolher o que queriam tendo em suas mãos a liberdade.
Nunca abandonamos nossos filhos, amamos muito todos eles. Tentamos sempre passar-lhes o que de fato era o caminho e viver em livre escolha. Então, cada um recebeu da forma que plantou dentro de si, sentimentos classificados de bons e/ou ruins.
Sabiam no fundo de suas almas que tudo pelo o que passaram era em nome do amor e da evolução.
Assim habitaram todos os lugares na Terra, plantaram de suas sementes e viajaram aos locais mais remotos deste planeta. 
Foi com amor que vieram a este belo palácio, com jardins floridos e águas transparentes no seio de Mãe Gaia.
E é por amor que a jornada rumo a evolução continua, uma jornada que está chegando ao fim, onde existirá o Amor e Paz Universal, Única… estamos todos em rumo a casa do Pai…
O importante é não se preocupar com o que virá, mas sim, saber o que de fato escolherá para esta Nova Realidade que virá.
Assim, estaremos todos juntos e poderemos rejubilar neste novo advento.
E assim é amados!
Fiquem todos na Luz de nosso Pai Amado.
Com amor e fé eu vos saúdo.
STG
(Escrito e apenas sentido por Camilla M. data não referenciada.)