The Man in the high castle


Finalizei mais uma série da Amazon prime, o Homem do Castelo Alto.

Sei que a série foi baseada num livro e traz muitos aspectos a respeito dos temas política, poder e mundos paralelos da física quântica.

A série é muito interessante pois retrata uma história alternativa sobre o império nazista.

Tenho uma péssima mania de torcer para personagens que morrem logo ou os vilões, acho que é uma fraqueza minha RS…

Enfim não quero falar sobre o lado político e nem no mérito dos personagens mas a reflexão que deixou a respeito dos mundos paralelos.

O que senti durante toda a história é que cada vez que os personagens iam e voltavam destes mundos alguma coisa alterava. As situações de poder e subserviência repetiam para ambos os lados, como a teoria do efeito borboleta. Mostrou o lado sombrio de nós, o efeito sombra, aquilo que rejeito e persigo também sou perseguido.

Cada personagem sentiu o gosto e a alegria de serem “personas” em lados diferentes na trama. Muito interessante ver desta forma como seria também a nós experienciarmos nossas vidas assim. Ou sabermos que “vidas passadas” não são apenas sombras e sim uma realidade e que estamos aqui para alterar o padrão que confinamos a nossa vida atual.

No seriado temos personagens “viajantes” do tempo e espaço, conhecendo várias facetas de mundos e bem como suas próprias faces. Uma reação extraordinária de questões como “como seria o mundo se a segunda guerra tivesse sido ganha pela Alemanha?” ou “como seria a história de minha família” já que muitas que moram aqui, por exemplo, vieram de antepassados em fuga em relação a guerra.

São pontos de vistas a se pensar e questionar a respeito da realidade. Qual é a sua realidade? Que realidade você tem proporcionado a sua vida? Como você faria para viver uma vida em uma realidade diferente da atual?

Pense nisso.

Publicado por

Camila Moreira

Mulher, ama o conhecimento, o saber e a natureza. Formada em química, massoterapia e seu novo encontro com o Sagrado através da aromaterapia. Uma apaixonada pelas terapias alternativas e complementares e bem como pelas "logias" da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s