Um encontro inesperado…


Era um dia atípico numa cidade onde o movimento era tranquilo. Ali bem próximo ouve uma grande pedreira que devastou toda reserva natural da cidade, inclusive seu lençol freático.
Então, uma boa parte da população decidiu então fazer uma passeata contra a pedreira e que as autoridades do município pudessem atuar contra essa devastação.
E no meio do agito estava Agnes, uma universitária, adorava movimentos em prol de algum benefício, adorava ir contra algo que não tivesse correto. Ela era fã dos movimentos hippies, da luta do povo negro nos EUA e tantas outras que fizeram parte da história ela se encantava com o simples fato de que um grupo junto tem a força de mudar uma realidade.
Aquele dia tinha tudo para dar certo na passeata, mas como é de costume, sempre havia alguém para estragar tudo. Começaram a depredar o locais publicos, quebrarem vidros dos carros, portas de lojas e estabelecimentos. A polícia chega, e começa o grande confronto. São bombas de gás lacrimogênio, cassetetes e cachorros para cima do povo.
Agnes ficou desesperada, no meio da multidão louca, ela havia se perdido, querendo fugir do gás, das pedras e dos estilhaços. Ela corre em direção atrás dos carros, próximo a praça, no desespero em se proteger.
Na loucura se esbarra em Marcos, que estava passando por alí. Ele a reconhece e a puxa pelo braço, chamando pelo seu nome. Agnes fica sem entender e fica pensando que o rapaz é um investigador ou um delegado de polícia. Ela o encara e vê um homem bem apessoado e bem vestido, com os cabelos reluzentes ao sol sob um incrível óculos de sol.
Marcos a puxa novamente, pedindo que ela o siga, mas Agnes deixa seu corpo rígido e se solta das mãos dele:
– Não, não posso ir com você. Estou perdida, estou procurando meu pai e meu irmão.
– Calma, Agnes. Eu sei quem é você, sou amigo de seu irmão.
– Você não é da polícia?
– Não, sou amigo.
Sem confiar na conversa ela corre em direção oposta a dele e entra no meio da multidão e se esconde. Fica observando de longe e se perguntando o que este cara queria. Estava um pouco assustada com todo aquele barulho e a abordagem do rapaz.
Marcos fica parado, sem entender a atitude da garota. Ele encosta em seu carro, solta um leve sorriso, olha para o relógio e põe as mãos no bolso em busca de suas chaves.
Agnes fica de longe, escondida e ainda observando Marcos. Quem era aquele rapaz?
Quando a multidão segue, Marcos entra no carro e fica ali esperando as ruas se abrirem e seus amigos chegarem. Agnes, saí detrás dos carros e segue em direção ao carro do moço, despretensiosamente.
Ela encosta no carro e mexe com algumas pessoas da rua, perguntando da manifestação. Olha para o carro novamente e o vê, ali, a encarando. Bate no vidro, e Marcos o desce, retirando os óculos de sol.
– Agora me diga a verdade. Quem é você? De verdade!
– Já disse, me chamo Marcos, Marcos Botelho. sou amigo de seu irmão.
– Nunca conheci e nunca ouvi falar de amigos de meu irmão com este nome.
– Muito prazer então, pois eu sei quem é você, Agnes.
– Ok. Tudo bem. Você tem Facebook?
– Tenho sim. Olha, agora vá, estou esperando meus amigos e não quero que eles me vejam conversando com você. E outra, agora não dá para gente trocar ideia. Estou numa fase de separação e não posso ficar dando na cara. Agora vai embora.
Agnes ficou muito confusa com a atitude do moço. Isso não resolveu em nada a sua vida. Ela queria saber quem era aquele homem, afinal, ele era muito atraente. Quem sabe pelo Facebook ela poderia saber mais sobre ele e alguma conversa rolaria…

Publicado por

Camila Moreira

Mulher, ama o conhecimento, o saber e a natureza. Formada em química, massoterapia e seu novo encontro com o Sagrado através da aromaterapia. Uma apaixonada pelas terapias alternativas e complementares e bem como pelas "logias" da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s