Um pouco sobre amizades


0001f36p
Estive pensando estes dias numa coisa que hoje consegui enxergar melhor.
Nesta semana, foi aniversário de uma pessoa que considero muito mesmo e acredito que ela entrou na minha não como um mero acaso.
Acabei me esquecendo de ligar, de mandar mensagens e fiquei me perguntando uma coisa: por estou me sentindo forçada a fazer isso?
Vou contar mais ou menos a história.
Éramos muito amigas, muito mesmo, porém tivemos alguns problemas de relacionamento no tempo em que estávamos muito próximas. Ela é uma pessoa assertiva com suas opiniões e sentimentos mas uma coisa que realmente não percebia era que ela queria que o mundo girasse da forma dela.
O que mais gostava em nossa amizade era, apesar dela ser 30 anos mais velha do que eu, tínhamos as mesmas idéias e visões. Somos almas compatíveis e tenho certeza de que nesta vida não foi um primeiro encontro.
Chegava do trabalho ia direto falar pelo MSN, Orkut, deixava “N” recados, e-mails, mensagens… tudo para fortalecer nossa amizade. Sinceramente ela me ajudou a enxergar muitos pontos de minha vida em quais estava mergulhada num véu de ilusão.
Uma coisa que ela plantou em mim, deixou como uma marca profunda e assim, esta semente precisa ser fortalecida ainda mais, são os conceitos de espiritualidade. Esta mulher entrou como uma Sacerdotisa em minha vida, trouxe muito do que sei hoje sobre a espiritualidade e o Ocultismo, ela introduziu o básico, e fez-me imaginar um mundo de possibilidades, de transformações, de coisas inimagináveis para uma mente comum…
Tenho aprendido muito sobre amizades, muitas vezes de forma dolorosa, mas conheci pessoas que me amam de fato pelo o que sou, não exigem mais do que posso dar, e não esperam por isso. Acredito que estas pessoas gostam de minha companhia, das minhas palavras e do meu sorriso, como forma máxima de amor que tenho por elas.
Esta pessoa em questão, que ainda gosto muito, aprecio ela demais, nunca, mas nunca mesmo, vou me esquecer dela, tenho uma nítida sensação, hoje, de que ela exigia muito mais de mim, como amiga, e eu, tentava ao máximo suprir estas exigências.
Analisando bem, não que eu tenha feito por mal gosto, mas estava tentando agradar e suprir as expectativas e exigências que ela tinha comigo. Acredito que ela tenha visto um espelho em mim, éramos iguais então faremos coisas iguais.
Retribuía com muito carinho todas as coisas que me enviava e deixava, nossos poucos encontros ficávamos horas conversando e rindo, na verdade era mais ouvinte do que falante…
Gosto muito dela, mas resumindo, nossa amizade foi uma troca muito boa, maravilhosa eu diria, mas o aspecto negativo nisso foi que ela na verdade queria que eu fosse do jeito dela, queria que respondesse a todas as suas expectativas e, no momento que eu não pude fazer uma delas, ela me desprezou, me repudiou, falou muitas coisas a mim, desabafou geral toda sua carga emotiva em mim, por uma coisa simples e inexplicável.
Acho que ela foi um pouco incompreensível com o fato ocorrido, e hoje me pergunto onde estava a verdade amizade?
Quando ela fez essa descarga emocional em mim, compreendi a situação e os fatos que estava passando, ouvi tudo com paciência, deixei ela desabafar tudo o que estava preso. Pedi desculpas, perdão, etc., mas a decepção dela por mim foi tão grande que ela se sentiu abalada demais e disse que as coisas entre nós já não seriam mais as mesmas.
Hoje nos afastamos, cada um toma conta de sua vida, mas sinto que a vibração já não é mais a mesma. Adorava muito nossas conversas e a companhia, era sempre muito divertido e um papo inteligente e cabeça rolando, era bom demais.
Não a culpo de nada, só que aprendi e aprendo a cada dia, quem vê você de verdade, interiormente, ama como se é, não tem que criar expectativa e nem corresponder a do outro. Na verdade, acho que ela exigia muito de mim, queria que desse mais do que eu podia dar. E isso não posso fazer nunca mais e com ninguém!!!
Não estou falando mal da pessoa, criticando suas atitudes, mas de fato tenho uma parcela de erro nisso, claro que tenho, mas por outro, aprendi que não devemos nos doar demais e nem de menos, não devemos esperar demais dos outros mesmo sendo atitudes que você tomaria ao outro se o outro tem uma maneira/atitude diferente de ser.
Não é por que teu amigo não te liga e não te manda mensagens sempre é que ele te ama mais ou menos. É uma questão de razão de ser de cada um, que devemos respeitar a pessoa como ela é.
Quem é amigo de verdade sabe que, aquele que o ama, voltará sempre a vê-lo, não importa a distância, o tempo e sei lá mais o que. Ele te ama e te compreende a distância, sente o mesmo carinho sempre. É um amor que não muda com tempo e nem com os erros, mas amizades de verdade são poucas mas eternas.
Era isso que queria declarar…
Camilla M.
(05/12/2008)

Publicado por

Camila Moreira

Mulher, ama o conhecimento, o saber e a natureza. Formada em química, massoterapia e seu novo encontro com o Sagrado através da aromaterapia. Uma apaixonada pelas terapias alternativas e complementares e bem como pelas "logias" da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s