Desabafo 01-2011


Olá,
Vou colocar-me a desabafar, neste instante, algumas coisas que se passam no meu coração.
Prometi a mim mesma que não mais me preocuparia com algumas coisas que passavam pela minha cabeça, pois, sendo assim, viveria mais e pensaria menos.
Embora, muitas vezes, estes pensamentos e sentimentos voltam a tona. Gostaria de entender, por que as vezes me sinto ameaçada a ponto de abandonar o barco. Parece uma fuga da realidade, sinto-me feliz, mas não posso expor, não consigo entender ao certo meus mecanismos e sinto que fico louca as vezes, tenho medo, aliás, de ficar, estar e ser.
Gostaria de falar abertamente sobre o que vivo e sinto, mas é tão difícil e as pessoas que falo, talvez jamais entenderiam esta mente contraditória e diferente.
Queria desabafar minhas angustias e medos, meus sentimentos esquisitos e entender por que sinto-me assim.
As pessoas neste mundo são tão “normais” que a anormal sou eu.
Preciso de um diagnostico e um tratamento para isso…

Anúncios

Um comentário em “Desabafo 01-2011

  1. Olá Acayrã!!!

    Um diagnóstico?

    Bem, vejamos, pela análise do seu quadro, eu diria que você é ou está passando pela crise de transição para ser Índigo ou Cristal.

    Como boa menina mística, já deves ter lido algo a respeito. Seus sintomas são bem característicos e sim, há tratamento!

    O seu remédio?

    Paciência, resignação, luta, coragem e fé. Também indico bastante leituras diversificadas e visitas/participação nos mais variados segmentos religiosos de vanguarda (como o que já o tens feito, pelo que vejo, à priori).

    O caminho é tortuoso, faltam amigos com quem conversar, faltam pessoas com quem dialogar, por vezes, faltam amores para amar.

    Mas tudo isto também já traçado está!
    Faz parte do script que tenha que ser assim.
    Não, não é apenas para nos torturar!
    É sim, e antes de tudo, para que tenhamos mais chances de ao nosso objetivo, nobre e comum, alcansar.
    Nele chegar e por lá se fixar, nossas barracas montar;
    Nossos sonhos reavivar.
    Nossar vidas viver,
    Colocando em prática, tudo aquilo que nestes anos e anos e anos de espera e maturação,
    Pudemos amealhar.
    E assim, nossa grande parcela de contribuição,
    Para a reconstrução de nossa Casa Maior,
    Por aqui,
    Efetuar.

    Abraços e Saudações na Luz!!!

    Wanderley Marcos do Nascimento.
    Curitiba – PR.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s